FACETAS!
Somos únicos.
Somos múltiplos.

By Moacir Rauber
Skip to main content

Vá em frente…

Vá em frente, sempre!

De vez em quando, olhe para trás…

É realmente muito bonito e estimulante ouvir as pessoas que dizem sempre seguir em frente na sua caminhada, apesar dos obstáculos. Mais bonito ainda é ver a gratidão dessas pessoas por tudo aquilo que o universo lhes proporciona. Gosto e acredito nisso. Porém, na caminhada é necessário estar sempre atento, porque temos que olhar para dentro e para fora e saber se os ambientes interno e externo estão harmônicos. Isso porque, sem harmonia não se pode dizer que se está indo em frente de maneira evolutiva, muito menos ser grato de fato. Como está a sua caminhada?

Em primeiro lugar é preciso olhar para dentro de si mesmo. É ali que estão as respostas para as nossas dúvidas e angústias, além de também encontrar a direção do caminho que queremos seguir. Fico feliz ao perceber que mais e mais pessoas estão olhando para dentro de si mesmas buscando em si as forças para seguir e avançar no caminho. Também eu acredito que isso é importante e tenho me esforçado nesse intuito. Por isso, realmente desejo me descobrir, despindo-me de meus medos e preconceitos para que possa ser na totalidade de minhas potencialidades. E que com essas descobertas eu possa avançar. Porém, considero ser importante também olhar para fora em todas as direções. Olhar para frente e observar quem lá está. O que ele faz de bom? Analisar e melhorar. O que não me agrada no que ele faz? Se possível, consertar, senão ignorar. É importante olhar para o lado direito e para o lado esquerdo. Ali, provavelmente, aparecem aqueles que estão na mesma busca. Não quer dizer que eles tenham a mesma origem ou que sigam o mesmo caminho, muito menos que eles tenham em mente o mesmo destino, mas seguem na mesma direção. Com eles quero trocar, estimular, aprender, ensinar, elogiar, agradecer e seguir em frente. Também olhar para baixo, porque ali não deve ter ninguém. Caso tenha, atenção, porque estaria caminhando sobre outros. Olhar também para cima e me lembrar de que somos parte de algo maior, que é compreensível para alguns e que é incompreensível para outros. Respeitar essas diferenças faz diferença. Ao olhar para cima parece-me apenas haver consenso de que tudo isso é infinito. Por fim, olhar para trás e ver se há pessoas por lá. Podem haver pessoas que ficaram para trás pessoas e que já estiveram no mesmo caminho. Entretanto, proponho-me a perguntar por que elas não estão mais comigo? Foram elas que desistiram ou fui eu que desisti delas?

Ao olhar para trás vejo de onde vim e também vejo que se há alguém lá devo me lembrar de que mais importante do que estar à frente é estar junto com aqueles que representam algo para mim. Muitas pessoas começam a correr na certeza de que estão no caminho certo. Tornam-se soberbos. Não se importam em fazer poeira para os outros. Entretanto, cabe ressaltar que a vida não é uma competição. Ela é um caminho de evolução. Como é possível dizer-me grato ao universo e deixar para trás amigos, companheiros ou irmãos? Assim, devo lutar por eles. Sentar com eles. Descansar com eles, se for preciso. Recomeçar e avançar juntos. Se realmente for uma escolha deles seguir em outro ritmo, ótimo. Olhar para dentro e olhar para fora, encontrar a harmonia e o equilíbrio para ser grato de fato e seguir em frente. Por fim, lembrar-me de que não há glória nem conquista em deixar para trás pessoas que me importam e que se importam comigo. Será que deixei alguém para trás na minha história? Eis a questão…

olhar para trás

Fonte: https://toqsutil.wordpress.com/2015/11/12/ao-olhar-para-tras/

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem “MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!” porque “MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE”. Também considera que a “DISCIPLINA É A LIBERDADE” que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a “QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS”.

2 thoughts to “Vá em frente…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *