FACETAS!
Somos únicos.
Somos múltiplos.

By Moacir Rauber
Skip to main content

Quais são as suas crenças?

As suas crenças são limitantes ou impulsionantes?

É importante saber que as nossas diferentes experiências estão carregadas de elementos emocionais vividos com pessoas que nos são ou foram importantes e que formam o nosso sistema de crenças, limitantes ou impulsionantes. E é esse sistema de crenças que orienta os nossos pensamentos e, consequentemente, a nossas ações e reações frente aos dilemas da vida. A tomada de consciência de forma aprofundada do nosso sistema de crenças vai permitir avaliar em que momento se pode estar distorcendo a realidade, generalizando problemas e/ou transformando opiniões em fatos. Isso porque são as nossas crenças as responsáveis por influenciar cada aspecto da vida, porque são elas que determinam quem cada um é.

Por um lado, as crenças limitantes surgem a partir de nossas percepções desenvolvidas por um conjunto de experiências ocorridas desde a infância e que foram internalizadas como verdades. Provavelmente, cada um tem na sua memória profunda registros de orientações, de marcas e de rótulos recebidos que continuam a gerar efeitos nas decisões do presente. Muitos trazem dentro de si crenças de que “isso não é pra mim”, “não sou merecedor disso” ou mesmo um rótulo dado por algum adulto inadvertido que o taxou como não inteligente, pouco arrojado, medroso, entre tantos outros adjetivos que diminuem a pessoa. São todas crenças limitantes que muitos de nós trazem consigo, transformando-se em elementos de autossabotagem frente as decisões no ambiente pessoal e profissional.

Por outro lado, cada um de nós também carrega consigo muitas orientações, marcas e rótulos positivos e nas quais também acredita. Assim, muitos trazem consigo o carinho e a força de um apoio recebido de um amigo mais velho, de um professor ou dos pais, por meio de expressões como “Vai lá, você pode”, “Você sempre faz bem as coisas que faz” ou outras frases de incentivo ouvidas que ressaltam a capacidade, a inteligência, a dedicação, entre outros adjetivos positivos e que o impulsionam ainda hoje. São todas crenças impulsionantes que servem de elementos catalizadores para nos impulsionar na direção escolhida.

As crenças limitantes e as crenças impulsionantes coexistem. Por isso, cabe a cada um de nós analisá-las de forma profunda, sincera e autêntica para escolher aquelas que se ajustam com o caminho que se pretende seguir. A tomada de consciência do universo que cada um traz consigo e que vive dentro de si mesmo permitirá que se trace e se trilhe o caminho escolhido.

Portanto, torna-se importante saber quais são as suas crenças limitantes e impulsionantes. Ter essa clareza permitirá saber como elas afetam as suas emoções, sentimentos e estados de ânimo, contribuindo para que se diferencie o real do imaginário e liberando-o para caminhar na direção escolhida. A questão que se coloca aqui é: quais as crenças que o conduzem atualmente? A tomada de consciência das próprias crenças permitirá minimizar as limitantes e potencializar as impulsionantes na busca pela plenitude da vida. Não sei você, mas eu acredito! Eis o desafio.

Moacir Rauber

Blog: www.facetas.com.br

E-mail: [email protected]

Home: www.olhemaisumavez.com.br

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *