FACETAS!
Somos únicos.
Somos múltiplos.

By Moacir Rauber
FACETAS!
Skip to main content

QUAL É O SEU RITMO?

Mais e mais vejo pessoas querendo diminuir o ritmo de vida nas questões ligadas ao trabalho. Ouço-as dizerem com convicção, Quero dedicar um tempo para mim, melhorar minha qualidade de vida… entre outras justas justificativas. Realmente acredito que as pessoas queiram reencontrar-se, saber quem são, entender o que fazem, como o fazem e para que o fazem. Muitas pessoas simplesmente fazem sem saber para que o fazem. São tantas as atividades, as obrigações sociais e profissionais que terminam por perder a identidade e o ritmo. Finalmente começam a sentir a necessidade de dar um sentido ao que fazem e a própria vida.

PERGUNTE-SE:

Qual é o seu ritmo?

O que fazer?

Por onde começar?

Comece fazendo a viagem para reconhecer o lugar mais incrível do mundo: VOCÊ!

Clique aqui!

Quem é a pessoa mais importante na sua organização?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre quem é a pessoa mais importante para uma organização.  A pergunta nem sempre é verbalizada, mas ela sempre está lá. Há as comparações entre as pessoas de um mesmo setor e de uma mesma área. Existem as comparações entre as pessoas de diferentes setores, assim como são feitas as comparações entre as pessoas que ocupam diferentes cargos ou funções.

Tendo isso em mente, outro dia verbalizei a pergunta num evento:

– Quem é a pessoa mais importante nesta organização?

As pessoas inicialmente ficaram em silêncio. Dali a pouco começaram a se cutucar e a murmurar entre si. Nesse momento eu retomei a palavra e fiz uma nova pergunta:

– Quando alguém vai fazer um Raio-X quem é mais importante: o cabo de energia que alimenta a máquina ou a máquina?

Novo silêncio. Momentos depois alguns se aventuraram a responder, dizendo que era a máquina. Outros discordaram acreditando que era o cabo o elemento mais importante da situação. Um terceiro grupo disse que não era nem um nem outro, que ambos eram importantes para que o serviço fosse executado. É verdade. A máquina não faz radiografias sem o cabo de energia. O cabo de energia sem a máquina não tem serventia, a não ser para amarrar algo. Desse modo, tanto o cabo quanto a máquina são igualmente importantes para que as pessoas possam fazer as suas radiografias.

Voltando a pergunta inicial sobre quem é a pessoa mais importante na organização e mesmo para a pergunta que indaga sobre quem é mais importante, o cabo de energia ou a máquina, há um elemento a mais. Somente existem o cabo, a máquina e os seus operadores porque há alguém que precisa fazer uma radiografia. Por isso, em todas as atividades o elemento que merece destaque é aquele que dá a razão para a sua existência: o cliente. Sim, o cliente que pode ser você ou posso ser eu, mas invariavelmente é um ser humano, pouco importando se ele é o jardineiro ou o diretor.

Quem é a pessoa mais importante para a sua organização? Cada um é o mais importante para si mesmo, mas nós somente podemos ser importantes quando há o outro. Cuide de si. Ocupe-se do outro.

O mundo que se vê

Quando se olha para fora todos veem as mesmas coisas. As mesmas paisagens, as mesmas construções, as mesmas flores e os mesmos jardins. Porém, cada um os enxerga de maneira diferente.

Quando se olha para dentro também todos são iguais. Os mesmos órgãos, como pulmões, rins e coração. Porém, cada um sente diferente, traz outros desejos e mantém distintos valores.

Aquilo que você enxerga fora depende do que você sente, traz e mantém dentro.

O mundo que se vê está dentro de você!!!