FACETAS!
Somos únicos.
Somos múltiplos.

By Moacir Rauber
Skip to main content

Você é grato pelo que tem? E o mundo pode ser grato porque você existe?

É importante que cada um seja grato por tudo aquilo que tem. E realmente, quando olhamos e analisamos aquilo que temos, muitos de nós, podemos ter a certeza de que temos mais do que precisamos para sermos felizes. Porém, quero adicionar uma pitada de provocação na prática da gratidão: se cada um de nós, que tem tanto a agradecer por estar aqui, se perguntasse, o que o mundo tem a agradecer pela minha presença nele?

Fonte da imagem: http://blog.sougenius.com.br/a-forca-da-gratidao/

Ano Novo é tempo de gratidão!

Gratidão é uma das palavras mais usadas na atualidade e ela é empregada com ainda mais intensidade quando um ano se finaliza e um novo ano começa. As pessoas estão naturalmente mais sensíveis e emotivas. Chegar ao final do ano velho e iniciar o ano novo nos leva a ser gratos e a agradecer ao lembrar que tantos que imaginavam estar aqui não o conseguiram. É um bom motivo para realmente nos sentirmos assim. As manifestações de gratidão são visíveis nos encontros, nos abraços e nas redes sociais. Mas o que significa realmente ser grato? O que é agradecer de verdade? Com o que se compromete aquele que fala “Muito obrigado”? Nessas perguntas está aquilo que quero destacar: gratidão não é só emoção. Gratidão é ação.

O desafio para 2017, ou mesmo agora, é vencer a inércia da emoção presente nas palavras de gratidão e partir para a ação. Ao abrir o navegador em qualquer uma das redes sociais logo se veem mensagens realmente tocantes e que emocionam quem as lê de alguém que se sente grato por algo. É comum ler uma mensagem como, “Muito obrigado por sempre me apoiar e estar ao meu lado quando eu preciso”. Ou outra, “Sou imensamente grato a todos que me estenderam a mão na minha caminhada de sucesso”. Ou então, Muitas coisas bonitas não podem ser vistas ou tocadas, elas são sentidas dentro do coração. O que você fez por mim é uma delas e eu agradeço do fundo do coração. Obrigado! As mensagens são lindas! Acredito realmente que é muito bom que as pessoas expressem esse sentimento que de alguma forma chega àquele que fez algo para que o outro se sentisse grato. Porém, apesar de não ser uma moeda de troca, quando se diz “Obrigado” ou “Muito obrigado” a língua portuguesa nos leva um pouco além da emoção de se sentir grato, ainda que seja do fundo do coração. O “Obrigado” nos compromete com alguma ação efetiva para com aquele que nos levou a pronunciá-lo. O agradecimento da língua portuguesa é de um comprometimento não presente nos agradecimentos dos outros idiomas. Quando se fala “thank” ou “danke” nas línguas inglesa ou alemã o agradecimento permanece no nível da razão. Quando se fala “gracias” ou “grazie” em espanhol ou italiano louva-se o fato. Porém, quando se fala “Muito obrigado” na língua portuguesa a gratidão extrapola o mundo das ideias e do louvor para se comprometer com uma ação real e efetiva em favor daquele que te fez algo que o motivasse a gratidão por ele. O que você vai realmente fazer para atender o “Muito obrigado” que você disse?

A língua portuguesa tem nos alertado e nos cobrado um posicionamento mais efetivo desde muito tempo. O ano termina e um novo ano começa e que seja agora a hora de fazermos algo de fato. Sejamos gratos. Distribuamos abraços. Expressemos nossos bons sentimentos para com nossos familiares e amigos. Porém, o grande desafio será o de lembrar de que ao dizer “Muito obrigado” nós estamos nos comprometendo com uma ação. Temos que ser gratos, mas quais as ações que resultarão dessa gratidão? O que eu vou fazer agora e em 2017 para demonstrar que realmente agradeço? A gratidão é realmente um dos sentimentos e uma das emoções mais sublimes do ser humano, mas ela só faz sentido quando vier acompanhada de uma ação de fato. Assim, 2017 é tempo de Ação!