Oportunidades, as atitudes nos permitem aproveitá-las!

Falando em Portugal sobre oportunidades!

Em função dos colegas do Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, especificamente a Sandra, pude interagir com empresários e formadores de Portugal por meio de uma palestra com o título Desafios e oportunidades: Atitudes geram resultados. A abordagem é eminentemente motivacional, com uma apresentação que procura identificar oportunidades em diferentes situações, sejam elas positivas ou, aparentemente, negativas. No início faz-se uma comparação entre as oportunidades que as pessoas tinham no ano 1000 da era cristã com as da nossa geração, levando-os a entender que o nosso momento é muito melhor. Pode-se ter problemas, mas isto não anula o fato de termos oportunidades.

Em dado momento faço uma relação com a minha condição de cadeirante. Destaco que isso nunca foi um fator limitador, muito pelo contrário, deu-me várias oportunidades, como estudar, viajar e trabalhar com muitas pessoas em diferentes situações. Deu-me a oportunidade especial de ser um atleta de alto rendimento aos 40 anos de idade, espaço conquistado com dedicação a um esporte onde a sorte não tem influência. Pelos resultados alcançados pude participar dos Campeonatos Mundiais em 2004, 2006 e 2007.

Neste ponto ressalto que oportunidades existem em todos os lugares e para todos. Você quer ser um bom empresário? Você pretende ser um bom profissional em qualquer área? A partir daí trabalha-se o que e como fazer para ver e aproveitar as oportunidades .

Apesar de considerar o fator positivo que exercem, teço uma crítica aos livros de auto-ajuda, notadamente aqueles que estimulam demasiadamente a ideia do pensamento positivo, dando-nos a impressão que isso basta, sem destacar a importância de se fazer as coisas efetivamente. Estimulam a sonhar alto, esquecendo-se de que para alcançar tais sonhos devemos ser capazes de executar atividades aparentemente insignificantes. Procuro lembrá-los que a vida não se compõe somente de sonhos, porque senão fica como aquele namorado romântico do post abaixo.

Destaco a importância de sonhar com a lua, mas friso que é muito mais importante cruzar a rua.

E isto acontecer aqui em Portugal tem sido uma Grande Oportunidade!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *