A Bela e o Paparazzo

Mas os pinguins ficam até sábado…
Excelente a comédia romântica portuguesa A Bela e o Paparazzo!!! Um filme despretensioso, porém com profundidade para gosta de ler nas entrelinhas.
O filme apresenta de forma cómica o grande amor dos portugueses para com Portugal, disfarçado em desamor. É comum ouvir em Portugal, nosso país é atrasado, os políticos são corruptos, entre outras tantas reclamações contra tudo e contra todos. No filme um dos personagens expressa esses sentimentos em suas falas e também na iniciativa que toma de proclamar a independência de seu prédio de Portugal. No final reincorpora-se a demonstrando todo o patriotismo dos portugueses que pode ser encontrado em palavras de sentido oposto. Nas relações do dia-a-dia também se nota muito disso. Nem sempre quando alguém está reclamando o faz de verdade.
O casal protagonista descreve um improvável romance entre um paparazzo e uma atriz de destaque. A trama se desenvolve espelhando a nossa superficialidade ao procurar nas fofocas das vidas das estrelas luzes para a nossa insignificância. O filme termina dando-nos a impressão de que alguém melhorou como pessoa, contudo, sai-se com a certeza de que nada mudará.
Em meio a todas as situações há uma expressão que se repete, Não se preocupe, os pinguins ficarão até sábado. No final o personagem que usa o bordão explica o sentido para o protagonista, contando que quando era garoto pinguins foram trazidos a Lisboa e ele gostaria muito de vê-los. Todo o dia ele pedia para que seu pai o levasse para vê-los, obtendo sempre a mesma resposata, Não se preocupe, os pinguins ficarão até sábado! Antes de chegar o sábado, porém, o pai abandonou a família. Não protele aquilo que deseja fazer.

Assim, caso queira ver um filme agradável não espere até sábado, pois os pinguins podem não estar mais lá. Além disso, consegue-se rir “a brava”!

Publicado por

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *