Olhando para o passado, inovando no presente e garantindo o futuro

Moacir Jorge Rauber
Ao ler a notícia de que num hotel na Dinamarca as pessoas podem pedalar, gerar energia e ganhar dinheiro, lembrei-me das bicicletas tão comuns nos anos 1950, 1960 e 1970. Naqueles tempos quase todo rapaz possuía a sua bicicleta com um pequeno dínamo movimentado pela pressão do pneu que gerava energia para alimentar o próprio farol. Gerava-se luz e tinha-se autonomia por meio de um processo auto-sustentável. Pode-se afirmar, portanto, que a inovação propagada para a notícia do hotel dinamarquês não é completamente verdadeira, uma vez que a inovação ocorreu na forma de explorar conhecimentos já existentes.
Esse fato pode servir de base para outras situações nas quais ao se olhar para o passado pode-se encontrar situações que nos permitam inovar no presente e garantir o futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *