O Modelo de Gestão de Pessoas: não apenas por ser bonzinho

Moacir Rauber
No texto anterior afirma-se que a gestão de pessoas é uma questão de evolução, considerando-se como um desdobramento natural para um histórico que a antecede. Entenda-se evolução como uma nova fase para uma ideia ou um conceito, por meio de sua transformação gradativa, como a realidade que está ocorrendo na forma de gestão das empresas. Evolução, entretanto, nem sempre significa melhoria, porque a humanidade em sua escala planetária evoluiu em muitos aspectos, mas não necessariamente melhorou em todos eles. No quesito gestão, especificamente, a crença é que a evolução das organizações rumo a uma preocupação primeira com as pessoas marca uma melhoria. Essa melhoria pode ser constatada pela maior viabilidade econômica no longo prazo por meio do aumento da produtividade e da lucratividade das organizações que adotam um modelo de gestão em que as pessoas estão em primeiro lugar, premissas indispensáveis para que uma organização se mantenha. Além disso, a melhoria se dá pelo acréscimo de novas premissas que vão sendo incorporadas a ideia de viabilidade econômica, como a organização ser ambientalmente correta e socialmente responsável.

Desse modo, o modelo empresarial ancorado na gestão de pessoas não somente é bonzinho, mas também muito mais lucrativo. Em todos os sentidos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *