A coluna da esquerda…

Moacir Rauber
A coluna da esquerda é uma técnica apresentada por Peter Senge, em que os integrantes das organizações são induzidos a dizer o que se está pensando, mas não se está dizendo. É uma situação delicada, mas faz com que as pessoas possam se desenvolver profissionalmente e também como ser humano. Muitas vezes é dolorido ouvir alguém dizer algo que não imaginamos que se poderiam estar pensando sobre nós, sobre a nossa forma de encarar os trabalhos e sobre a nossa forma de ser.

Participei de um workshop que tratava justamente da importância de se criar um ambiente apropriado para desenvolver nas pessoas confiança o suficiente para que se possa dizer o que se pensa. O palestrante fez uma exposição muito boa, usou uma encenação teatral bastante ilustrativa e deixou-nos a todos empolgados com a técnica. Reforçou que eles conseguiram criar essa cultura dentro da própria organização, em que ele como um dos diretores, sempre se dispunha a ouvir o que qualquer pessoa teria a dizer. Durante as três horas do workshop também sempre fez um vínculo com uma pergunta recorrente, O que você quer ser na vida?, deixando-nos claro que vive-se num momento em que somos os donos do nosso destino. Concordo em gênero, número e grau com essa crença, embora tenha uma discordância na construção da pergunta. Eu acredito que a pergunte deveria ser, O que você quer fazer da sua vida?,uma vez que ser nós somos desde que passamos a existir. Passada a apresentação muita gente foi falar com o palestrante e eu também fiquei por ali, esperando uma oportunidade para falar-lhe. Não consegui um momento a sós com ele, por isso apenas parabenizei-o e disse-lhe que gostaria de comentar algo com ele num outro momento. No período da tarde encontrei-o no corredor do evento e ele veio ter comigo de maneira muito receptiva. Conversamos um pouco e depois, de forma muito educada, sugeri-lhe que pensasse na possibilidade de mudar a formulação da pergunta. O sorriso desapareceu. A receptividade idem. A conversa findou. E a coluna da esquerda não funcionou com quem ensina sobre ela.

É delicado, não é? Como eu reagiria frente a coluna da esquerda? Não sei. E você?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *