Em 2012 seja um adulto autêntico com espírito de criança

Moacir Rauber
Ao escrever sobre “é bom ser adulto”, no texto abaixo, recebi retornos dos mais diversos. Quase todos dirigidos ao meu e-mail, concordando, identificando e descrevendo inúmeras situações em que presenciaram as “barbies” e os “Peters Pans” dos adultos. Muitos citaram o sentimento da vergonha alheia. Não sei se chega a tanto… Outros e-mails, entrementes, diziam que ser criança ou adolescente é muito bom, mesmo quando se é mais velho. Aí vem a minha discordância. Em nenhum momento escrevi ser contra a manutenção do espírito de criança e de adolescente. Ao contrário, tudo a favor.

Sempre fui a favor de manter o espírito de uma criança, incluindo a sua inocência e a sua ingenuidade, que certamente colaborariam para que tivéssemos um mundo melhor. Sempre fui a favor de manter o espírito de um adolescente, incluindo a sua curiosidade e o seu inconformismo, que certamente contribuiriam para que alcançássemos novos benefícios em nosso modo de viver. Principalmente, sempre fui a favor de que cada uma seja aquilo que queira ser. Entretanto, cabe destacar, que para manter o espírito de uma criança ou de um adolescente eu não preciso vestir-me ou comportar-me como tal. Ser criança ou ser adolescente é um momento único na vida, que uma vez vivido não retorna mais. Isso é óbvio! São fases em que somos autênticos. Por outro lado, sempre que um adulto tenta parecer um adolescente ou uma criança, pensando que está sendo, busca repetir o irrepetível. Torna-se caricato, porque a autenticidade não existe mais.

Mantenha o espírito da criança e do adolescente que existe em você. Transforme-se num adulto autêntico!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *