Skip to main content


Facetas!


Somos Únicos.
Somos Múltiplos.
By Moacir Rauber

“P.Q.P.!!!”


Moacir Rauber

Sim, quantas vezes a expressão “P.Q.P.” é usada por dia no Brasil, geralmente para demonstrar indignação. Incontáveis vezes! Nos jogos de futebol nem se fale… Assistidos por milhões de pessoas, são acompanhados pelos mais diversos xingamentos, mas com certeza “P.Q.P.” está entre os mais usados. A mesma expressão pode ser usada para expressar alguma surpresa positiva. Quantas vezes as pessoas exclamam “P.Q.P.” ao receber uma boa notícia… E mais, é uma expressão “tipo exportação”.

Explico: no último dia 12 de setembro tive o privilégio de assistir a um show da banda sueca Roxette. Minha esposa e eu estávamos em Vancouver quando soubemos que a banda faria uma única apresentação na cidade. Fomos conferir o local e era em frente ao local onde estávamos hospedados. Tínhamos que somente cruzar a rua. Nos empolgamos e compramos os bilhetes. Logicamente escolhemos os ingressos mais baratos. Era num anel superior da magnífica arena usada para partidas de hóquei sobre o gelo. Tratava-se de uma área reservada para pessoas com deficiência. Acessibilidade nota dez. Os demais expectadores lotavam as cadeiras nos anéis inferiores, assim estávamos um pouco isolados. Mas nós não estávamos preocupados com isso. Nós lá estávamos curtindo a apresentação da Banda Tóquio, que fez a abertura do show, e a iminente apresentação de uma das bandas de maior sucesso entre os anos 80 e 90. Era um sonho! Nisso aparece um rapaz muito simpático para conversar conosco. Ficamos ali de papo com o canadense, eu aproveitando para melhorar o meu inglês. Como logo ele percebeu o meu sotacão estrangeiro, perguntou, De onde vocês são? Eu respondi, Nós somos do Brasil! Sequer havia concluído completamente a minha frase quando já ouvi a expressão, P.Q.P.! Dei uma gargalhada, porque a pronúncia foi perfeita. Em seguida ele explicou que vivera por alguns meses no Brasil, em Porto Alegre, enquanto acompanhava o “Cirque du Soleil” em sua primeira turnê mundial. Em Porto Alegre ele fora assistir um GRENAL e ouvira alguns amigos usarem a dita expressão. Ficamos conversando  mais um pouco. Depois ele se despediu e saiu. Alguns minutos mais tarde, já no intervalo entre o show de abertura e a apresentação principal, apareceu um outro rapaz que disse, O gerente da casa mandou perguntar se vocês não gostariam de assistir ao show da área VIP… Olhei para a minha esposa e respondi sorrindo, Mas com todo prazer! E lá fomos nós. Descemos os anéis da arena e fomos até a área reservada. Ficamos a não mais de 20 metros da banda. Quando o show começou foi que eu me dei conta da posição que nós estávamos para assistir a banda. Não pude segurar e também exclamei, Puta Que Pariu! 

Mas foi de alegria!!!

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *