REMAR É PRECISO! A expedição…

O processo de transformar uma simples ideia, um devaneio ou um sonho em algo palpável é interessante. Exige esforço, dedicação e trabalho em equipe. Qualidades e cuidados que sempre estiveram presentes na concepção, no desenvolvimento, no planejamento e na execução da Expedição Remar é Preciso! Viver é Diversidade!

  
Por que
Remar é preciso, viver é diversidade?
Porque se cumpriu com um desafio integrando pessoas com e sem deficiência e jovens e adultos ao percorrer um trajeto de mais de 200km em barcos a remo na Costa Leste Lagoa dos Patos. A pluralidade do grupo demonstrou que é justamente na diversidade que reside a força e o diferencial de Ser Humano. A precisão requerida no exercício da remada em harmonia com a aceitação da diversidade foi fonte e estímulo de vida e de superação!
 Precisa-se de Planejamento!!!
Onde estamos?
Para onde  queremos ir?
Sim, para cumprir com um desafio dessa envergadura se faz necessário o cumprimento de alguns passos. Considere-se que o objetivo principal sempre foi o lazer, devendo ser, portanto, divertido sem abrir mão da segurança. Para esse fim o planejamento é fundamental!

A primeira pergunta importante que nos fizemos: é viável?

A viabilidade física para o esforço que seria despendido na realização do percurso: estaria ela dentro dos limites daqueles que pretendiam cumpri-lo?
Com isso em mente desenhamos nossa primeira aventura, que no Rio Grande do Sul se traduz por Indiada. Ela foi realizada em maio de 2012 e está registrada Indiada 1: Remar 40km num dia…

A viabilidade de recursos foi a segunda pergunta: teríamos nós recursos financeiros, materiais, de equipamentos e de conhecimento para cumprir o trajeto? Os recursos com relação a equipamentos, barcos, remos e outros essenciais existiam, fornecidos pela Academia de Remo Tissot e também de propriedade do Antonio Schuster.

Depois fizemos a Indiada 2 em junho de 2012 vistoriando o trajeto e avaliando o percurso desde o ponto de partida até o ponto de chegada!
Buscamos o PONTO DE PARTIDA!!!  Indiada 2: o ponto de partida!  porque o ponto de chegada nós já conhecíamos…
Mas também teríamos que nos testar numa situação real de remadas na Lagoa dos Patos!!!
Assim fizemos a Indiada 3 em novembro de 2012 – a Lagoa do Patos registrada aqui
Também foram desenvolvidos equipamentos contando com o apoio da FREEDOM (http://www.freedom.ind.br) e experiência em mecânica e projetos do Antônio Schuster da Manivela – Acessórios para motos (http://www.manivela.com.br). Surgiu uma cadeira especialmente para o desafio. Era imprescindível!!! Veja…

Por fim, mantivemos contato com a equipe Rastro Selvagem para que fizessem o apoio por terra para a Expedição. 

Todo esse histórico de concepção, planejamento e desenvolvimento nos possibilitou a construção da expedição para que percorrêssemos os mais de 200km remando pela Costa Leste da Lagoa dos Patos. Não faltava mais nada!!! Apenas remar…

O planejado foi executado? Nem sempre…

Tivemos dificuldades? Muitas…

Foi desafiador? Extremamente…

Foi prazeroso? hum…

Cumprimos com tudo o que nos havíamos proposto? Depende do ponto de vista…

Encontramos o que procurávamos? E também o que não procurávamos…

Depois deste post apresentarei, semanalmente, os sete dias da expedição pela Costa Leste da Lagoa dos Patos. Incluirei imagens e passagens da maneira como ocorreram, a partir do meu olhar…

Eis o ponto de partida!
Daqui até o nosso ponto de chegada tínhamos mais de 200km de água…

Até breve!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *