O que você tem feito para que os outros saibam o que você faz?

Não se trata de afirmar que o mundo seja sempre injusto, mas não se pode esperar que ele seja sempre justo. Não é que se afirme que os méritos não serão reconhecidos, mas também não se pode ficar sempre à espera do reconhecimento. Por isso, muitas vezes é preciso que não se espere pela justiça e pelo reconhecimento, mas que se faça justiça ao reivindicar o reconhecimento. A reivindicação pode ser boa, justa e produtiva, porque as pessoas gostam de estar ao lado de quem faz e é reconhecido por isso. Aqueles que o observam, ao se darem conta de que você não tem o seu triunfo reconhecido, não vão ficar ao seu lado, fazendo com que o insucesso organizacional seja uma possibilidade real. Por isso, apenas fazer o que deve ser feito não basta, deve-se fazer com que os outros também o saibam. Isso também é uma forma de ajudar e ser ajudado deixando o mundo mais justo!
O que você tem feito para que os outros saibam o que você faz?


Poder, porque alguns têm? Jeffrey Pfeffer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *