Você sabe articular?

Um dos pontos mais importantes para o profissional atual é entendimento de que o alto desempenho técnico, por si só, não é o suficiente. Por que não?
Porque as pessoas não tem a mesma noção de desempenho. Não estou falando da avaliação de desempenho formal, mas daquela que ocorre nas conversas privadas e paralelas que representam o verdadeiro sangue organizacional. Nesse circuito deve-se lembrar que nem tudo o que é importante para você também o é para os seus colegas ou superiores, porque cada um é o centro do seu universo. Tendo isso como premissa pode-se ajustar o comportamento de como você se conduz para que os outros também se sintam bem com você. Assim, é preciso ser capaz de contribuir na construção de um ambiente apropriado entre as pessoas que formam a organização, cada qual com as suas responsabilidades. Sendo essa uma das principais capacidades, é natural que ela seja precedida pelas competências interpessoais de construção de relacionamentos. Para isso, a competência em saber estar e saber conversar para articular e fazer fluir ganha relevância.

Importante destacar o que entendemos por competência, que amplia a percepção sistêmica da organização. Assim, as competências se reportam a comportamentos que as pessoas apresentam no exercício das suas atividades profissionais e na conduta pessoal. Nada mais apropriado para o profissional atual do que, além das suas competências técnicas, saber articular para criar um ambiente propício ao diálogo que contribua na busca por resultados comuns.


Você sabe articular para alcançar os seus resultados em harmonia com os resultados organizacionais?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *