Homens ou máquinas?

Estava em frente ao hotel e conversava com o pessoal que está por ali sempre à disposição para buscar o carro na garagem ou chamar um táxi para os clientes do hotel. Eles são muito prestativos. Estão sempre atentos e à disposição para uma coisa ou outra. Para algumas pessoas isso gera uma certo desconforto pela abordagem um pouco afoita demais. Olhei para o lado e vi sair um hóspede. Ele caminhava meio distraído com o celular na mão. Imagem tão comum nos dias de hoje. O rapaz ao meu lado foi ao seu encontro:
– Bom dia, você quer um táxi?

O rapaz com o celular na mão assustou-se. Olhou para o rapaz que o abordava e também para os lados revelando um movimento meio desconfiado. Logo se recompôs e respondeu:
– Não, não obrigado.
– Posso lhe ajudar em algo?
– Não, agradeço. Vou usar o aplicativo aqui… e dispensou de forma meio brusca a oferta.
O cliente do hotel usou o aplicativo do celular para chamar o táxi. Ele fez uma clara opção em confiar na máquina não nos homens.

Fica a pergunta: por que cada vez mais a pessoas optam pelas máquinas ao invés dos homens?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *