Desejo que 2016 seja um ano de muito lucro…

Com dez mil horas de exercício de qualquer atividade a que nos dedicarmos, seremos excelentes naquilo que fizermos (Malcom Gladwell). Para o bem ou para o mal. A escolha é de cada um. O que você quer criar? Raiva? Amor? Lucro?

Há pessoas que se dedicam a criar raiva. Escolhem uma situação ruim que lhes tenha acontecido e a replicam um sem número de vezes. Contam para um e para outro. Não fazem nada porque já não há mais nada a ser feito. No final, ficam com a raiva. Cito a raiva, mas poderia ser qualquer outro sentimento negativo que a pessoa escolhe alimentar. Com isso, vai criando um círculo vicioso de negatividade em seu entorno.

Por outro lado, há pessoas que escolhem criar amor. Olham para uma situação corriqueira e veem nela bondade. Replicam-na. Fazem o mesmo gesto com ainda mais carinho. Duplicam, triplicam tudo aquilo de bom que a vida lhes oferece. Com isso, criam um círculo virtuoso de bondade, de abundância e de positividade no seu ambiente. Criam um círculo de amor. E amor dá lucro…

Agora pergunto: qual é a situação mais frequente? A situação da raiva ou do amor? Quantas horas cada um tem dedicado àquilo que é bom e àquilo que é ruim? A resposta nós sabemos. Não estou falando em negar a realidade e afirmando que não há problemas. Apenas estou defendendo que se há uma situação ruim, veja o que pode ser feito e faça. Depois siga em frente fazendo a sua parte para que a vida seja melhor. Você pode dizer, Mas o mundo não é justo… Concordo com isso, mas nada impede que você seja. E se cada um for justo criaremos pequenas bolhas de justiça que vão se replicar geometricamente, culminado num mundo com mais amor e respeito.

Isso é utopia…  Rapidamente alguém pode dizer. Quem quer saber de amor? Quero sabe de dinheiro no bolso… Discordo. Entendo ser utopia querer comprar com dinheiro aquilo que você não tem dentro de você. Mas ainda assim, caso você não acredite em lucro resultante do amor, acredite no respeito, porque respeito dá lucro! No curto prazo, porque deixa os ambientes leves e produtivos. Respeito dá lucro no médio prazo, porque cria boas relações e mantém as portas abertas. E respeito dá muito lucro no longo prazo. Como assim? O respeito dá lucro quando o lucro já não faz mais diferença. Cedo ou tarde, já não importará o quanto você tem na conta, mas somente com quem você pode contar. O respeito te dará isso também!


Se você não acredita no amor para ter lucro, então dedique o seu tempo ao respeito. Dedique as suas próximas dez mil horas de existência para agir com respeito. Certamente você terá o seu lucro e adicionalmente terá um mundo melhor. Com um mundo melhor, você terá criado amor. Por isso deixo aqui a proposta e o desejo de que cada um possa transformar 2016 num ano de muito lucro. 

Com amor e respeito!

Fonte: http://juliana26052000.blogspot.de/2012/12/olao-natal-esta-chegando-e-nos-mulheres.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *