Skip to main content


Facetas!


Somos Únicos.
Somos Múltiplos.
By Moacir Rauber

Uma pizza especial


Estive num rodízio de pizzas recentemente. Chegamos às 19h, momento em que o restaurante abriu as portas. Entramos e nos acomodamos. As mesas estavam todas disponíveis para nós e mais algumas pessoas que também entraram. Pedimos algumas bebidas e uns quinze minutos depois começaram a servir as pizzas. Os garçons eram muito atenciosos. Alguns sabiam servir e fazer graça deixando o ambiente bem agradável. A experiência estava sendo boa pela companhia, pelo ambiente e pela pizza que era boa. Via-se o gerente circulando entre as mesas dando uma atenção especial para os clientes. Ele se aproximou da nossa mesa. Viu que nossos pratos estavam vazios e perguntou:
– Está tudo bem por aqui? Está faltando algo?
– Não, não. Está tudo ótimo. Já estamos esperando as pizzas doces. Estamos quase terminando… respondeu meu amigo de mesa.
– Mas já? A noite apenas está começando… disse o gerente.

Ele continuou:
– Então vou pedir para preparem uma pizza especial para vocês. Muito obrigado pela presença… e saiu para continuar o seu atendimento.

Realmente muito atencioso e tudo muito bom. Olhei para as pessoas que me acompanhavam e, em tom de brincadeira, perguntei:
– Bom, a pizza só é especial se o gerente pedir? E as outras que nós comemos eram meia boca?


Rimos um pouco. Observamos que o gerente seguiu o seu caminho sem pedir nenhuma pizza especial. Foi para as outras mesas cumprir com o seu papel de avaliar pessoalmente o grau de satisfação dos seus clientes. Certamente prometendo pizzas especiais pelas mesas que passou. Para quem vende e presta serviços o atendimento é um diferencial. Por isso, fazer com que as pessoas se sintam especiais e que desfrutem de uma experiência única pode ser muito mais importante do que o produto em si. Lembrar que todos são especiais pode fazer com que se sintam comuns. Assim, há que se ter algum cuidado para que o discurso não diminua um serviço especial. Em todos os caso, valeu a experiência!
Fonte: http://porlinhastortas.com.br/2014/03/04/devia-terminar-em-pizza/

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *