Quanto custa a responsabilidade?

Quanto custa a responsabilidade?

Na última semana presenciei um caso em que a responsabilidade tem um preço e pode ser o da liberdade. O exemplo se refere a história de um jovem que recebeu a oportunidade de somente estudar morando sozinho num apartamento numa cidade diferente daquela em que a família morava. Era tudo o que ele sempre sonhara.

O jovem tinha como grande sonho fazer uma faculdade. Passou no vestibular para um curso em período integral na cidade vizinha a que seus pais moravam. Perfeito! Seria possível ele continuar morando em casa e fazer o curso na cidade vizinha, porém seriam necessários vários deslocamentos de ônibus para a faculdade. Alguns dias ele teria que ir duas vezes. Os pais felizes pelo acesso do filho à faculdade alugaram um apartamento bem em frente à universidade para ajudar o filho, que assim não perderia tempo e poderia se dedicar integralmente aos estudos. Para facilitar ainda mais, quase sempre o filho tinha um carro à disposição, podendo ir na segunda-feira e retornar para casa na sexta ou no sábado ao final das aulas. Tudo parecia bem. O filho tinha a confiança dos pais e a liberdade que sempre quisera. Para a surpresa dos pais, ao final do terceiro ano o filho não passou de ano.

O que aconteceu no exemplo descrito? A liberdade e a confiança foram dadas, mas o seu uso não foi responsável para que se produzisse o resultado esperado. O que vocês fariam? Ao entender que ser responsável por algo significa responder pelos seus atos, os pais fecharam o apartamento e retiraram o carro do filho. Ele teve que responder pela falta de responsabilidade. Assim, o jovem perdeu a liberdade de morar sozinho e para continuar a estudar ele terá que se deslocar de casa para a universidade de ônibus todos os dias, em alguns casos, duas vezes. A responsabilidade no uso da liberdade não foi usada com sabedoria para que o jovem pudesse continuar a desfrutar da confiança recebida. Assim, a falta de responsabilidade cobrou o seu preço que foi a perda da confiança e da liberdade.

Desse modo, no nosso dia a dia, a responsabilidade sobre os nossos atos significa o exercício da liberdade com a consciência de quem tem a confiança daqueles com quem convive. Mais. É a responsabilidade que faz com que se entenda que aquilo que se faz no mundo afeta a própria vida e também a vida dos outros. Isso porque nós somos parte do mundo e não estamos aparte dele. Portanto, se você faz parte do mundo, e faz, o mundo o AFETA e é sua a responsabilidade de saber como o mundo o afeta. Da mesma forma, se você existe, e existe, você também AFETA o mundo e igualmente é sua a responsabilidade de saber como você o afeta. Como você AFETA o mundo?

Enfim, a responsabilidade é algo a ser exercido com a consciência de quem quer continuar a ser livre, entendendo que se afeta e se é afetado pelo mundo. Como vai a sua responsabilidade no mundo? Com AFETO o mundo será melhor!

Faça a viagem mais incrível do mundo!

Clique aqui!

Publicado por

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *