Skip to main content

Professores ou Aprendizes: qual é o desafio?

Nos últimos meses, fiz uma sequência de palestras para alunos universitários e de ensino técnico. Algo que tem sido recorrente, e estranho, é que ao final da palestra os professores se aproximam, parabenizam-me pela abordagem e dizem:

– A palestra foi muito boa. Os alunos não saíram antes do final…

Não é estranho parabenizar porque os alunos permaneceram até o final? Não seria isso o mínimo que se poderia esperar de alunos que vão para uma palestra promovida pela universidade ou pela instituição de ensino técnico?

Entenda-se aluno como aquela pessoa que é um estudante ou um aprendiz que está em processo de formação para aprender um ofício, uma profissão ou algo de seu interesse. Por isso, se alguém está numa universidade fazendo uma graduação ou se está matriculado num curso técnico, acredita-se que a pessoa deve estar buscando desenvolver as competências que lhe permitam exercer a profissão. Então por que o espanto dos professores quando os alunos permanecem até o final? Não sei a resposta, mas tenho algumas reflexões e questionamentos. De um lado, estão os professores que têm o papel de mestres dos alunos, além de serem cobrados para que sejam aprendizes. Concordo que para se ensinar deve-se estar disposto a aprender e acredito que os professores entendem o seu papel no sistema educacional e sabem sobre aquilo que se propõem a ensinar. Do outro lado, estão os alunos frequentando a universidade ou fazendo um curso técnico. Aqui, parece-me, que está parte do complexo problema da educação. Penso que grande parte dos alunos não entende o seu papel de aprendizes por falta de educação e de respeito. No mínimo, os alunos deveriam respeitar os professores, os horários e as normas estabelecidas para o bom convívio pensados para o desenvolvimento das competências que eles ali vieram buscar. Portanto, acredito que se deveria estimular os pais, os professores e toda a comunidade escolar para um esforço no questionamento da nova realidade do ambiente escolar: quem são os aprendizes? Quem são os professores? Qual o papel de cada um no ambiente escolar?

Sabe-se que a dinâmica do ambiente escolar é diferente e merece um novo olhar. Sempre se entendeu que o professor é aquele que ensina e aluno é aquele que aprende. Porém, hoje há que se considerar que essas fronteiras, muitas vezes, estão diluídas pelo acesso irrestrito ao conhecimento que permite que um aluno seja mestre em áreas em que o professor é iniciante. Em algum momento os professores serão os aprendizes e os alunos serão os professores. Não estou dizendo que seja abolida a autoridade do professor. Muito pelo contrário. Estou destacando que o papel do professor deve ser preservado, estimulado e valorizado pelo compartilhamento da responsabilidade dos alunos no processo. Os professores sabem o seu papel, porém a pergunta:

Quem é capaz de mostrar aos alunos o seu papel no processo? Eles devem ser questionadores? Sim. É importante que se mantenham curiosos? É importante. E respeitadores? É indispensável que sejam respeitadores.

Para isso, é fundamental que os alunos saibam e respeitem o seu papel, ancorados na família, na comunidade escolar e no poder público. Portanto, responsabilizar os alunos com o seu processo de aprendizagem é uma forma de valorizar o professor como um facilitador que ensina e que aprende.

Enfim, entendo que a verdadeira opção não está no ensino, mas na aprendizagem. Por isso, estimular a que professores e alunos sejam sempre aprendizes é o grande desafio, podendo fazer a diferença no ambiente escolar.

Parabéns aos professores que ensinam porque são eternos aprendizes!

 

Moacir Rauber

Blog: www.facetas.com.br

E-mail: [email protected]

Home: www.olhemaisumavez.com.br

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *