Motorista estúpido!!!

Fonte da imagem: https://vidademotorista.com.br

Motorista Estúpido!

O trânsito, em geral, é um teste de paciência. A educação das pessoas na condução dos seus veículos parece que fica em casa. Basta estar nas ruas de grandes cidades para ver as infrações, como movimentos não permitidos, desrespeito aos sinais de trânsito e as manobras equivocadas intencionais e não intencionais. Quem está no trânsito, muitas vezes, perde a paciência. Foi o que aconteceu com um amigo meu com quem eu buscava estacionamento. Daqui a pouco aparece uma vaga, diz ele. O sinal fecha e ele para, mas outro carro avança passando ao lado de maneira tão próxima que os espelhos se tocam. Na passagem o outro buzina. A expressão tranquila do meu amigo se transforma e ele grita:

– Que sujeito estúpido!

Ele segue gesticulando de forma agressiva, procurando amparo na minha presença para lhe dar razão na sua exaltação. Na sequência fiquei pensando no ocorrido e naquilo que estava por detrás de uma situação tão corriqueira. Segundo a Comunicação Não-Violenta (CNV) de Marshall Rosemberg, um (1) fato observado gera um (2) sentimento que se origina de uma (3) necessidade que para ser atendida precisa se manifestar por meio de uma (4) estratégia. Parece simples e óbvio, mas no dia a dia não é tão fácil assim. O meu amigo observou um fato, a infração de trânsito cometida pelo outro motorista, que gerou nele um sentimento. Ao não identificar os sentimentos que surgiram em seu interior, ele não soube qual era a sua necessidade e adotou uma estratégia para se manifestar frente a situação. Primeiro, pergunte-se: que tipo de observador você é? Lembre-se que isso pode variar de um dia para o outro, porque nós somos voláteis e frágeis, podendo agir e reagir de maneira diferente frente a situações parecidas. O meu amigo, aparentemente calmo, perdeu o controle. O que você está sentindo? O desafio é identificar os sentimentos que estão presentes em você, inclusive aqueles negativos, surgidos da própria incerteza e insegurança internas. A irritação e a revolta estavam presentes nos xingamentos do meu amigo. Qual é a necessidade presente nos sentimentos? Na irritação exibida por ele, provavelmente, estava presente a necessidade de ordem ou de segurança pelo respeito as leis de trânsito. Com isso criamos e cocriamos a realidade na qual estamos inseridos. O fato, os sentimentos e a necessidade permitem que a pessoa adote uma estratégia para atendê-la, em caso de necessidade não atendida, ou para celebrá-la, em caso de necessidade atendida. Como o meu amigo se manifestou para atender a necessidade de ordem ou de segurança revelada na irritação estimulada pela infração cometida pelo outro motorista? Ele esbravejou! Foi eficaz? Talvez tenha atendido uma demanda interna, porém a estratégia não produziu nenhum resultado prático. Enfim, a CNV se propõe a diminuir a tensão, muitas vezes, presente dentro de cada um. Observar um fato objetivo sem julgar nem avaliar, identificar o sentimento que está vivo dentro de cada um, entender a necessidade própria e alheia para escolher a forma mais adequada para se manifestar. Seguir esse passo a passo possibilita que tenhamos relações mais assertivas, autênticas e amistosas ao atender as necessidades de todas as partes envolvidas.

Desse modo, é essencial que lembremos que nem sempre interpretamos aquilo que vemos como realmente é. Qual a intenção por trás da ação? Depende de cada um. Meu amigo e eu seguimos buscando uma vaga e sem que ele se desse conta fez uma conversão equivocada. Alguém poderia ter esbravejado, Motorista estúpido! Por isso, entendo que uma das maneiras mais eficazes de se diminuir a violência talvez seja a de não julgar tão rapidamente.

Moacir Rauber

Blog: www.facetas.com.br

E-mail: mjrauber@gmail.com

Home: www.olhemaisumavez.com.br

Inspirado: Miriam Moreno

Um comentário em “Motorista estúpido!!!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *