Contração e expansão: qual é o seu movimento?

Contração e expansão: qual é o seu movimento?

Na volta às aulas as reuniões de planejamento entre coordenação e professores é uma constante. Todos avisados e confirmados. O coordenador pede para que um dos professores, meu amigo, entre um pouco antes na sala virtual. O professor se apresentou com a tranquilidade de quem faz bem a sua parte. Entretanto, a conversa foi diferente. O Coordenador agradeceu o tempo dedicado à instituição e disse que as portas continuariam abertas, porém para o período que se iniciava ele estaria dispensado. Concluiu:

– Passa no RH para acertar tudo, tá? Muito obrigado!!!

Uma situação difícil e emocionalmente impactante que pode derrubar qualquer um, principalmente numa fase de tanta insegurança econômica. Ele não acreditava no que havia acontecido. O que faria agora desempregado? Como pagaria a pensão alimentícia para o seu filho? O que fazer para manter o seu novo núcleo familiar que contava com esposa e filha? A porta do escritório se abriu e entrou a esposa que o viu em estado de choque. Ele não conteve a emoção e as lágrimas apareceram em seus olhos. Ela indagou o que havia acontecido. Ele disse que estava sem trabalho e o choro veio de forma convulsiva. A esposa se aproximou e disse, Respira fundo e solta. Respira fundo e solta. E ele foi se acalmando até que finalmente pode comentar a situação.

Respirar é um movimento natural do nosso organismo. Inspirar e expirar servem para alimentar com oxigênio o nosso corpo. Respirar pode ser feito de maneira voluntária, porém obrigatória. Posso até escolher não respirar, mas não por muito tempo. A contração e a expansão refletem um movimento comum no universo. O nosso coração também se contrai e se expande para bombear o sangue com oxigênio para todas as partes do nosso corpo num movimento involuntário. O movimento de respirar é um constante inspira e expira sem consciência. Para que seja um ritual, respirar precisa de consciência. Por isso, “Respira fundo e solta devagar” é um mantra entre os diferentes rituais de meditação. Trata-se de um momento de grande oxigenação do cérebro que nos permite ampliar a consciência do mundo dentro de nós e à nossa volta. Quando você inspira você expande os pulmões. Quando você expira você os contrai. Quando você inspira você expande a consciência da sua intenção. Quando você expira você expande as possibilidades de ação. Para os momentos mais difíceis da vida, é fundamental respirar com a clareza de que é um movimento de tomada de consciência. Pergunte-se: que mundo você quer respirar? A resposta é individual e está conectada com o mundo que você inspirar. O meu amigo foi demitido, porém qual o mundo que ele quer inspirar para nele respirar? O momento foi um convite para que ele olhasse para dentro de si num movimento de contração emocional com a expansão dos pulmões para depois expirar num movimento de contração dos pulmões para a expansão das ações. Qual é a sua intenção? Quais serão as suas ações? Aí vem o movimento do coração.

Em cada ritual, inicialmente, a pessoa contrai e depois expande. O fato do meu amigo ter respirado com consciência permitiu que ele se acalmasse e tomasse ciência de toda a situação. Passada a fase mais difícil que gerou a contração veio o movimento de expansão. Faz um ano que ele foi dispensado do trabalho e a expansão foi muito grande. Iniciou uma empresa na área digital aproveitando o conhecimento que dispunha. Hoje, a cada momento ele precisa respirar com consciência para inspirar o coração. É assim que cada um pode agir com o coração que é involuntário no seu movimento, mas que é conduzido pela intenção. Qual é a sua intenção? Um momento de contração que define a sua ação, a expansão.

Moacir Rauber

Blog: www.facetas.com.br

E-mail: mjrauber@gmail.com

Home: www.olhemaisumavez.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *