Skip to main content

O Oscar de Perdão vai para Lady Bird

Como pode um filme que trata dos conflitos entre uma mãe e a sua filha adolescente nos encher de inspiração? Lady Bird consegue fazer isso.

No filme a protagonista Lady Bird – um nome que ela mesma se dá – descobre a sua própria identidade e objetivos ao assumir riscos criativos, testar as amizades e explorar a sua nascente sexualidade. Os conflitos aparecem quando a sua perturbada mãe encontra dificuldades para dar suporte as suas escolhas. O filme está repleto de cenas com discussões entre mãe e filha que não conseguem entender a sua clara conexão.

O filme toca em muitos assuntos tratados em Greater Good, mas especialmente aborda a importância do perdão. Um exemplo, Lady Bird se encontra e se apaixona por um rapaz que mais tarde ela descobre ser gay. Ao confrontá-lo de forma veemente, ele cai no choro ao expressar o seu medo de revelar a verdade para os seus pais católicos. Lady Bird o conforta e, com isso, consegue-se ver o perdão surgindo na construção de uma amizade.

Em outro exemplo, Lady Bird faz amizade com um grupo de meninas populares na escola que são próximas de um garoto de quem ela gosta. Isso cria uma tensão entre ela e a sua melhor amiga que não é tão popular e que se ressente por ser deixada de lado. Na sequência, Lady Bird se dá conta de que não é legal disfarçar ser alguém que você não é, porque ela sente demais a falta da sua velha amiga. Após perceber o seu erro e pedir perdão as duas se reconciliam reatando a amizade.

Enquanto isso, o conflito entre mãe e filha continua fervendo. Num determinado ponto Lady Bird fala para a sua mãe, “Eu somente desejo que você gostasse de mim”. A mãe responde, “É lógico que eu amo você”. Na diferença entre gostar e amar é possível ver como mãe e filha não se entendem. Esta é uma cena pontuada por um fechar de portas e uma mãe que hesita de bater na porta para tentar novamente.

Porém, como Lady Bird aprende a ver os problemas da mãe, ela percebe que a resistência da mãe em não mudar é uma camuflagem para o amor e a preocupação. Ao final, Lady Bird perdoa a sua mãe e agradece abertamente por seus muitos sacrifícios feitos por ela.

Texto de Jill Suttie

Tradução de Moacir Rauber