Skip to main content


Facetas!


Somos Únicos.
Somos Múltiplos.
By Moacir Rauber

O que você tem se perguntado?

Até o momento, parte dos gurus de gestão dão a instrução para a autossugestão. Cabe lembrar também que todos os humanos têm a sua conversa interna, que podem ser positivas ou negativas. No lado positivo nós dizemos, “Eu posso fazê-lo!”, “Eu serei o melhor diretor do mundo!”. No lado negativo nós temos conversas internas como, “Sou desajeitado…”, “Eu nunca serei bom em demonstrar sentimentos…”, “Eles não vão aprovar isso…”

O que se pretende aqui é demonstrar que a autoconversa interrogativa pode ser mais efetiva. Num experimento, pesquisadores deram a participantes 10 anagramas para resolverem, entre eles a palavra “quando” que foi soletrada “doqnua”. Eles separaram as pessoas em dois grupos que foram tratados de forma idêntica, exceto no minuto que antecedeu a realização das tarefas. O primeiro grupo foi orientado a se perguntar se eles conseguiriam resolver o anagrama. O segundo grupo foi orientado a dizer para si mesmo que eles resolveriam os enigmas. Após o experimento foi constatado que o primeiro grupo resolveu 50% a mais do que o segundo grupo.

A razão é que as perguntas, pela sua natureza, induzem a que se pense em respostas, servindo elas como estratégias para a solução dos problemas ou para a realização das tarefas. Imagine que você está se preparando para uma importante reunião. Você pode se preparar dizendo, “Eu sou o melhor. Farei uma excelente apresentação!” Isso pode lhe dar um impulso emocional de curto prazo. Porém, imagine que antes de ir para a reunião você se pergunte, “Poderei eu fazer uma boa reunião? “O que não deu certo nas reuniões anteriores? “Onde poderei melhorar minha apresentação?”. As pesquisas demonstraram que ao se perguntar você está se proporcionando um impulso mais profundo e duradouro. Ao responder para si mesmo você poderá dizer, “Bem, eu posso fazer uma grande reunião. Eu já preparei dados para reuniões uma dúzia de vezes.” Assim, você começa a relembrar o caminho percorrido nas outras situações, identificando o que funciona e o que não funciona. “Na última reunião falei muito rápido. Devo lembrar que é simples para mim, não para eles…” E assim as autoperguntas vão proporcionado estratégias.

    O que você tem se perguntado?                        Quais as respostas você tem encontrado?
Pink, Daniel (2013). To sell is human. Chapter 5.

Moacir Rauber

Moacir Rauber acredita que tem "MUITAS RAZÕES PARA VIVER BEM!" porque "MELANCOLIA NÃO DÁ IBOPE". Também considera que a "DISCIPLINA É A LIBERDADE" que lhe permite fazer escolhas conscientes, levando-o a viver de forma a "QUE POSSA COMPARTILHAR TUDO COM OS PAIS E QUE TENHA ORGULHO DE CONTAR PARA OS FILHOS".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *