Parto Anormal

Moacir Rauber

Durante a gestação os candidatos a pais têm inúmeras dúvidas, medos, ansiedades e muita expectativa com a chegada do filho. Falo isso não por experiência, mas pelo senso comum. Ouvi de um amigo de quem a esposa está prestes a ter seu bebê. Ele 42 anos. Ela 34. Ambos estabilizados pessoal e profissionalmente. O filho é fruto de uma decisão e de um desejo, amparados nas plenas condições de provê-lo dos recursos materiais e humanos necessários para que desenvolva bem. A gravidez transcorreu na maior normalidade, recebendo inúmeros elogios do médico que afirmava ser esta uma gravidez dos sonhos. Nada de enjoos para a mulher. Nenhuma complicação com o bebê. Desenvolvimento perfeito do feto segundo as leis da natureza. Posição adequada no útero da mãe. O estranho nisso tudo é que na reta final o médico anuncia, Vamos marcar a cesariana para o próximo domingo? Os pais até se espantam e se assustam, Cesariana? Tem algum problema com a gravidez ou com o bebê?. Não, tranquiliza o médico, está tudo bem, mas… e segue uma ladainha de explicações para a opção da cesariana. A maior parte delas ligadas a praticidade e a possibilidade da programação dos passos a seguir ao parto. Como para um bom entendedor meia palavra basta as explicações e justificativas atendem muito mais ao interesse do médico do que da paciente. Fazer uma cesariana no domingo lhe rende um procedimento sem necessitar desmarcar nenhum outro compromisso de sua agenda da semana. Além disso, não haverá nenhuma preocupação em ficar de prontidão para um possível parto no meio da noite ou qualquer outro horário pouco conveniente para o médico, porque para os pais não há nada que possa tornar inconveniente o nascimento de um filho. Os pais saem atordoados do consultório. A decisão é difícil, porque foi o médico que os acompanhou durante toda a gravidez. Há uma relação de confiança. Apesar de que gostariam optar pelo parto normal não querem se opor ao médico, podendo criar algum cisma num momento tão delicado. E assim, nasce mais um bebê de cesariana que é a regra no Brasil. Um parto dito normal é completamente anormal em nosso país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *