Arquivo da tag: redescobrir

A quem você saúda?

FISEC: REAPRENDER, REDESCOBRIR E RESSIGNIFICAR PARA INOVAR

FISEC: REAPRENDER, REDESCOBRIR E RESSIGNIFICAR PARA INOVAR

A quem você saúda?

Muitas vezes, cuidamos do carro e não cuidamos do corpo, da mente e do espírito (https://facetas.com.br/2022/05/27/voce-cuida-do-seu-carro/). A reflexão do nosso grupo de trabalho resgatou a analogia do carro, falando sobre a espiritualidade. O meu amigo (Rosan) indagou:

– A quem você saúda quando levanta a mão ao cruzar com outro carro?

A resposta é óbvia, principalmente em cidades pequenas onde quase todos se conhecem entre si. A saudação vai para a pessoa do outro lado e não para o veículo, pouco importando se é uma BMW ou um Fusca. Na analogia usada, o modelo do carro é a aparência e o condutor a essência. Este não faz parte do carro. Na comparação com um ser humano o corpo é a aparência, mas onde está a essência? A essência é a alma, o espírito ou o coração, porque é tudo aquilo que uma máquina não é. Portanto, estar num evento que se propõe ser inovador a partir de elementos como reaprender, redescobrir e ressignificar faz todo o sentido. Para reaprender, muitas vezes, é necessário desaprender para dar espaço ao aprender. Para redescobrir é preciso revisitar caminhos já percorridos e identificar aquilo que é essencial descobrir de novo. Por fim, ressignificar é se reencontrar com a essência de cada um que está além da aparência de um cargo, de um papel social ou de um carro. A essência pode ser vista nos olhos da criança que cada um foi e na importância daquilo que se faz hoje para a pessoa que cada um imagina que vá terminar a sua jornada. Portanto, use uma foto de quando você tinha cinco anos, olhe nos olhos e encontre a sua essência. Veja a beleza, a pureza e os sonhos dessa criança. Aí está o verdadeiro condutor do seu carro. Depois avance para aquele que você imagina que irá terminar a jornada. Quantos anos, oitenta ou noventa? Não se sabe, mas se pergunte: qual a importância daquilo que você faz hoje no final da sua jornada? Os sentimentos, como as dores e as alegrias? O trabalho e a função profissional? As relações pessoais e as contribuições sociais? O que disso tudo que você exibe hoje realmente importa ao final da vida? Essa reflexão pode ajudar o condutor a reaprender, a redescobrir e a ressignificar hábitos, costumes e rituais internalizados que o levam a somente cuidar ou a descuidar da aparência. É preciso fazer a manutenção do carro? Sim, é fundamental manter o veículo em dia e bem cuidado na sua parte externa, porém é indispensável cuidar da essência, o condutor. Fala-se do corpo, a parte visível, e principalmente do espírito e da mente, a parte invisível. A busca pelo sentido da vida nos leva a reaprender, a redescobrir e a ressignificar a essência ao nos entendermos como seres humanos e divinos. Enfim, o carro vai para onde o condutor determinar. Para onde você quer ir?

Vá para o FISEC! É importante seguir na vida aprendendo e reaprender é uma estratégia de inovação. É relevante seguir na vida descobrindo e redescobrir é um processo de inovação. É fundamental seguir em busca do sentido da vida e ressignificar é essencial para a inovação. Ressignificar para resgatar a essência da criança na convergência com a sabedoria do ancião que determine a tua ação a partir da intenção mais profunda. Um processo que tem o poder de transformar o velho em novo na redescoberta é inovador. Uma estratégia que permite reaprender para tirar algo bom daquilo que aparentemente não é, é inovadora. Com isso, sempre que nos cruzarmos com outra pessoa teremos o discernimento para saudar o condutor, pouco importando se ele está numa BMW ou num Fusca. Seja no ambiente pessoal ou profissional, por trás daquele veículo está um menino que pretende chegar à ancianidade e que carrega perguntas como: quem sou eu? Onde estou? De onde vim? Para onde vou? É o condutor que vai ditar o rumo com o espírito e a mente. Para onde você quer ir?

Moacir Rauber

Blog: www.facetas.com.br

E-mail: mjrauber@gmail.com

Home: www.olhemaisumavez.com.br